Saúde

 

Dor de Cabeça

Colaboração de: Adriana Soares Afonso

CFR - MG 13,534

 

Sintomas de diversos males, geralmente ligados  às vias respiratórias, ao sistema gastrointestinal e a causas psicossomáticas.

Se as dores de cabeça são muito intensas e freqüentes, procure um médico para que seja feito um diagnóstico confiável; porém nas manifestações mais comuns, basta remover a causa do mal.

Os principais causadores são: bebidas alcoólicas, excessos alimentares, cansaço, estresse, gripe, prisão de ventre e sinusite.

Como medida preventiva, evite bebidas alcoólicas, alimentos "pesados" (principalmente) à noite), preocupações excessivas e jornadas extenuantes de trabalho ou lazer.

Use alimentação leve e natural, rica em fibras. Pratique exercícios físicos moderados, faça caminhadas ao ar livre e tome banho de sol periodicamente para combater o estresse.

Cuide da sua saúde !

 

O Mais Antigo Analgésico

Colaboração: Líder Eletrônica

 

É da casca do salgueiro que vem o princípio ativo da aspirina. A salicina e o salicilato, extraídos dessa árvore, eram usados contra a cefaléia na Mesopotania, 3 mil anos a.C. No entanto, a aspirina foi panteteada pela indústria alemã Bayer em 10 de outubro de 1897. O químico Felix Hoffmann, com a ajuda do profssor Heinrich Dreser, sintetizou o ácido acetilsalicílico para aliviar as dores reumáticas do seu pai. O nome do remédio mais popular do século foi formado assim: "a" vem de acetil; "spir" é a raiz do ácido espírico (substância quimicamente idêntica ao ácido acetilsalicílico); e o "ina" é um sufixo que se adicionava ao nome de todos os medicamentos no final do século XIX.